Viver com Obesidade

A Obesidade não é invisível nem imaginária. Ela existe e as pessoas que vivem com ela relembram-se disso todos os dias, nos transportes públicos, nas lojas de roupa, nos parques de estacionamento e mesmo quando estão a comer com os seus entes queridos. O tamanho é apenas um dos problemas, pois há muitos outros que não se conseguem ver.

Os dados epidemiológicos demonstram que as taxas de Obesidade no mundo mais que duplicaram desde 1980, isto é, cerca de 650 milhões de pessoas vivem com Obesidade nos dias de hoje.

Diversos fatores influenciam o peso, como por exemplo: fisiológicos, genéticos, hormonais e sociais. Além disso, sabe-se que após a perda de peso, o corpo passa por mudanças biológicas que dificultarão a manutenção da perda de peso. Por exemplo, sabe-se que após a perda de peso, os sinais fisiológicos que provocam o apetite podem aumentar. Esses sinais podem persistir por mais de um ano após a perda inicial de peso.

A boa notícia é que com uma perda modesta de 5-10% do peso podem verificar-se benefícios significativos na saúde e qualidade de vida, incluindo uma melhoria na pressão arterial e redução do risco de desenvolver Diabetes tipo 2. 

Se tem Obesidade é muito importante que fale abertamente com o seu médico, para uma avaliação da sua saúde e sobre uma abordagem completa e individualizada para o controlo do seu peso.

 

Para saber mais visite www.averdadesobreopeso.com