Os Fundadores

Novo Nordisk founders - August and Marie Krogh (1874-1949) (1874-1943)

August e Marie Krogh
(1874-1949) (1874-1943)

 

A história da Nordisk Insulinlaboratorium começou num dia de Outono em 1922, quando August e Marie Krogh chegaram de barco aos Estados Unidos. August Krogh era professor na Universidade de Copenhaga e tinha recebido o Prémio Nobel de Fisiologia em 1920. O casal tinha sido convidado a visitar os EUA por pesquisadores da Universidade de Yale, que pediram a August Krogh para dar palestras em todo o país acerca da sua investigação médica.

Na sua digressão pelos EUA, o casal ouviu relatórios diários de diabéticos em tratamento com insulina – uma hormona descoberta em 1921 por dois pesquisadores canadianos, Banting e Best. Marie Krogh estava particularmente interessada no tratamento. Sendo ela própria médica, tornou-se também, em 1914, a quarta mulher dinamarquesa a doutorar-se em medicina. Era uma investigadora com a sua própria prática médica e tinha vários pacientes com diabetes tipo 1. A própria Marie Krogh tinha diabetes tipo 2. Foi Marie quem sugeriu que o seu marido entrasse em contato com a Universidade de Toronto, onde o primeiro extrato de insulina salva vidas tinha sido produzido.

Autorização para produzir insulina

Durante a sua estadia nos EUA, August Krogh escreveu ao Professor Macleod, chefe do instituto, em Toronto, onde o primeiro extrato de insulina tinha sido produzido.

A carta foi bem recebida, e depois de uma reunião em Toronto, o casal voltou para Copenhaga em Dezembro de 1922 com autorização para produzir e vender a insulina vital na Escandinávia. August Krogh fundou a empresa Nordisk Insulinlaboratorium em parceria com o médico dinamarquês Hans Christian Hagedorn, e com assistência financeira do farmacêutico dinamarquês August Kongsted.

 

Novo Nordisk founder - Hans Christian Hagedorn (1888-1971)

Hans Christian Hagedorn
(1888-1971)

 

Numa carta enviada dos EUA para o seu colega em Copenhaga, Dr Hans Christian Hagedorn, que juntamente com o farmacêutico Norman Jensen tinha desenvolvido um método muito preciso de medição de açúcar no sangue, Marie Krogh escreveu: “Uma vez que acredito que você ... vai estar interessado neste preparado, convenci o meu marido a escrever ao Dr. Macleod em Toronto perguntando-lhe se seria possível obter o seu método de produção, por forma a que você pudesse realizar experiências com ele na Dinamarca.” Hagedorn gostou da ideia.

A primeira insulina

No dia seguinte ao regresso do casal Krogh a Copenhaga, Krogh e Hagedorn decidiram que era necessária alguma investigação intensiva. As primeiras experiências ocorreram na casa de Hagedorn e no instituto de Krogh, o Laboratório de Zoophysiology, e pouco depois - em 21 de Dezembro 1922 - os dois homens conseguiram extrair uma pequena quantidade de insulina de um pâncreas bovino. Krogh e Hagedorn ficaram emocionados. Na primavera de 1923, os primeiros pacientes foram tratados com insulina produzida por Krogh e Hagedorn.

Hagedorn deixou a prática médica para se tornar o chefe do laboratório, a que foi dado o nome de Nordisk Insulinlaboratorium. Ao mesmo tempo, começaram a comercializar o primeiro produto de insulina escandinavo. A empresa Nordisk Insulinlaboratorium era, assim, uma realidade, sendo hoje considerado o ano de 1923 como aquele em que a Novo Nordisk foi criada.

Um doutoramento honoris causa

Nas décadas seguintes, Hagedorn esteve continuamente na vanguarda da inovação para a diabetes. Em 1932, ele e August Krogh estabeleceram o prestigioso Steno Memorial Hospital, um centro de investigação e tratamento para as pessoas com diabetes. Em 1936, ele e Norman Jensen descobriram a protamina, uma substância que poderia prolongar o efeito da insulina; a descoberta foi considerada sensacional.

A protamina foi mais tarde adicionada a uma insulina, que tem o nome de Hagedorn: Neutral Protamine Hagedorn, ou insulina NPH, desenvolvida no Nordisk Insulinlaboratorium em 1946. E em 1978, já depois do seu desaparecimento, um centro de investigação em Steno Memorial Hospital tomou também o seu nome: o Hagedorn Research Laboratory.

Na comemoração do 50º aniversário da descoberta da insulina, Hagedorn estava entre os cientistas designados para receber doutoramentos honoris causa pela Universidade de Toronto, onde a insulina foi descoberta em 1921. Hagedorn morreu em 1971 - antes que pudesse aceitar a honra.

 

Novo Nordisk founders - August Kongsted (1870-1939)

August Kongsted
(1870-1939)

O farmacêutico August Kongsted, proprietário da empresa farmacêutica LØvens kemiske Fabrik (Leo Pharmaceutical Products), prestou o apoio financeiro que tornou possível criar a Nordisk Insulinlaboratorium em 1923.

Ele foi abordado em Dezembro de 1922 por August Krogh e Hans Christian Hagedorn, que precisavam de dinheiro para realizar investigação sobre insulina. Kongsted ofereceu-se para pagar a investigação e ajudá-los a iniciar a produção. Em contrapartida, pediu que o seu primeiro produto de insulina fosse chamado Leo - a palavra latina para leão.

As experiências começaram, e na Primavera de 1923, Krogh e Hagedorn puderam comercializar a insulina Leo, o primeiro produto de insulina na Escandinávia. A empresa foi estruturada como entidade independente em 1924, altura em que Kongsted se juntou a Hagedorn e Krogh, na respectiva gestão.

 

Novo Nordisk founders - Harald and Thorvald Pedersen (1887-1961) (1887-1966)

Harald e Thorvald Pedersen
(1878-1966) (1887-1961)

Quando Krogh e Hagedorn começaram a fabricar insulina na Nordisk em 1923, concordaram que Harald Pedersen era o homem certo para construir as máquinas que necessitavam para a produção de insulina. Harald Pedersen, que originalmente era um ferreiro e mais tarde se tornou um operador, foi um inventor excecionalmente talentoso. Depois de um acidente de trabalho em que perdeu um olho, ele tinha trabalhado para Krogh vários anos como chefe da oficina mecânica no Laboratório Zoophysiology. O irmão de Harald, Thorvald Pedersen, era um farmacêutico que tinha vindo a trabalhar na empresa dinamarquesa Dansk Soyakagefabrik quando foi contratado pela Nordisk no Outono de 1923 para analisar os processos químicos envolvidos na produção de insulina.

O trabalho dos dois irmãos para a Nordisk não durou muito tempo, todavia. Thorvald Pedersen não continuou com Hagedorn, e em Abril de 1924 as coisas chegaram a um ponto tal que Hagedorn o demitiu. Por fidelidade para com o seu irmão, Harald Pedersen decidiu entregar a sua demissão a Krogh, apesar de gostar de trabalhar para ele.
 

Os irmãos estabelecidos por conta própria

Os dois irmãos decidiram eles próprios tentar fabricar insulina. Constituíram uma boa equipa, e na Primavera de 1924, conseguiram produzir um produto de insulina líquida estável a que chamaram Insulina Novo. Ao mesmo tempo, Harald Pedersen desenhou uma seringa - a Seringa Novo- que permitia aos doentes injectar-se confortavelmente com a dose correcta de insulina. Os irmãos estavam preparados para colocar os seus produtos no mercado, mas duvidavam da possibilidade de tratar eles próprios da comercialização. Por isso, contactaram a Nordisk propondo alguma forma de cooperação. Krogh e Hagedorn recusaram a oferta, no entanto, e os irmãos decidiram fazê-lo sozinhos.

Os irmãos puseram à sua empresa o nome de Novo Terapeutisk Laboratorium, e em 16 de Fevereiro de 1925 enviaram uma carta de apresentação aos farmacêuticos dinamarqueses, informando-os de que a insulina Novo e a Seringa Novo estavam agora à venda. Essa data é considerada como a data em que a Novo foi fundada.